27/11/09 - Site Museu do Kart no Ar
I Vintage Kart Race reúne pilotos e muitas histórias no Raceland - Sucesso
Primeiro Grande Prêmio CRK (Classic Racing Kart) 19 - Novembro - 2011
Regulamento da Categoria Classic Racing Kart - Vintage Kart Brasil
Vintage Kart Brasil - Cronograma das Provas

I Vintage Kart Race reúne pilotos e muitas histórias no Raceland - Sucesso


No último sábado (19/11) foi realizada em conjunto com a Copa Pinhais RBC Light, competição com motores sorteados da RBC Preparações, a primeira I Vintage Kart Race Brasil. Uma prova que certamente irá entrar para a história do kartismo brasileiro.

Organizada pelo Museu do Kart, com patrocínio da fabricante de chassis Mecânica Riomar KartMini e do Portal KartOnline, a prova inaugural da categoria Vintage no Brasil, movimentou o Kartódromo Raceland Internacional, na Grande Curitiba e recebeu lendas e as feras do kartismo da década de 60 / 70 e 80.

No traçado do Kartódromo Raceland, com 1250 metros de extensão, modelos como o Mini 1968 125cc - FBM K1 1969 de Marcelo Eduardo Afornali, disputavam a pole-position contra o modelo Mini Star II 1982, com motorização SILPO 88 e preparação de TCHÊ. A briga também ocorreu com Jayme Barbarisi e seu chassis Mini SS 1974, motorização DAP Corsair T-80 e o piloto Rodrigo Bernardes com chassis Mini Inter 1980 e a "usina" Parilla TT22 100cc.

Volta ao passado - praticamente, mas toda a movimentação do Vintage Kart, praticada nos dias atuais. Ao todo, 16 pilotos dos 18 presentes ao movimento I Vintage Kart Race Brasil colocaram seus conjuntos técnicos (chassis/motor) a disputadíssima seção de treinos e prova final. É até difícil de acreditar, mas somente 0,205 milésimos de segundo separam 23 anos do atual tempo da categoria Formula 4, vencida por Ricardo Peters (45.409) do vencedor da I Vintage Kart Race Brasil, com o tempo de 45.614.

Participantes de todas as regiões do país estiveram presentes e unidos, preparando o melhor setup de seus chassis, lubrificação e ajuste de carburação, além de detalhes finais na motorização. Com a pressão dos pneus realizadas, acertos leves fechados - os treinos de classificação ocorreram por volta das 12:30hs. Dos 16 karts alinhados, somente 14 prosseguiram. Com problemas na motorização Riomar V4, o piloto Ricardo Vieira Guimarães e seu chassis Mini SS II 1977 não puderam competir, assim como o piloto Gérard Strasser que  passou a ter problemas no conjunto de freios do chassis Mini 1970 SKE 250cc Bimotor. A pole foi do carioca Clay Lopes e o chassis Mini Star II 1982 (foto acima).

"Entre mortos e feridos, considero a prova e o feito deste dia (19/11/2011) um grande sucesso. Tiramos algo que estava escondido, esquecido e largado em porões, oficinas e cantos, levamos para a luz e nela, fizemos a 1ª Prova de Karts Clássicos do Brasil - a Vintage Kart Race Brasil. Graças ao apoio de muitos amigos, o sonho de ativar o kart antigo, conhecido como vintage fora deste país, agora, tornou-se realidade", declarou Marcelo Eduardo Afornali, um dos idealizadores da prova.

PROVA FINAL = MUITA EMOÇÃO!

Pilotos classificados e posições garantidas no grid formado por 14 karts vintage e pilotos com meia idade de 40/50 anos, a solenidade de abertura da I Vintage Kart Race Brasil contou com o prefeito da cidade de Pinhais, o Sr. Luizão Goulart e Alexandre Lagana, presidente da Comissão de Kart da Federação Paranaense de Automobilismo – FPrA.

A largada ocorreu por volta das 13:40 em uma temperatura de 26 graus e umidade de 68%. Foram necessárias somente duas voltas para alinhamento total do grid e 26 voltas para coroar o primeiro vencedor da Vintage Kart Race Brasil. O público presente no Kartódromo Raceland parou e assistiu ao show vintage.

Após a largada, o domínio de Clay Lopes (Mini Star II 1982 | SILPO 125cc) sobre os demais pilotos era claro. Deixou para trás Daniel Rebesco (Mini Star V - 1986 | Riomar V4) e Darci Bmikossiski (Mini SSII 1978 | V12). No bloco do miolo, a disputa era direta entre Rodrigo Bernardes (Mini Inter 1980 | Parilla TT22 100cc) e o paulista Jayme Barbarisi (Mini SS 1974 | DAP Corsair T-80).

Na volta 11, a pressão e aproximação Darci Bmikossiski (Mini SSII 1978 | V12) ao carioca Clay Lopes (Mini Star II 1982 | SILPO 125cc) era somente visual e com aproximados 3 segundos de diferença. Ao final da reta, a motorização SILPO 125cc, desenvolvida pelo lendário Silvano Pozzi e atualmente preparada pelo mago Lucio Pascual Gascon, o Tchê, mostrava sua diferença, já que a perda de rendimento ocorria nas curvas de baixa -  no miolo do traçado.

Observamos uma ótima disputa entre Marcelo Eduardo Afornali (Mini 1968 125cc) e Miguel Zampellom que abandonou a prova na volta 12, por problemas técnicos na motorização. No pelotão de trás outras desistências como Henri Strasser (Mini 1970 SKE 250cc Bimotor), Pedro Bucholtz (Mini 1967 | V12 125cc), Flavio Artur e Silva (Maxi-Mini 1974 | V-12) e Eduardo Pimenta (COX PARILLA | 100cc 1971).

Ao final da prova, com o tempo total de 20:38.529 e melhor volta de 45.614, com média de 86,815, o carioca Clay Lopes (46 anos) com chassis Mini Star II 1982, conquistou a vitória, abrindo +2.371 sobre o paranaense Darci Bmikossiski (Mini SSII 1978 | V12). A terceira posição foi de Daniel Rebesco, piloto vintage da cidade de Irati, com +17.458 do líder. A quarta posição ficou com Rodrigo Bernardes e o conjunto Mini Inter 1980 + Parilla TT22 100cc. Fechando os TOP 5, vem o paulista Jayme Barbarisi (Mini SS 1974), ficando a 1 volta do líder. Veja abaixo o quadro completo e a classificação final.

Após a I Vintage Kart Race Brasil, que contou com a organizada pelo Museu do Kart,  patrocínio da fabricante de chassis Mecânica Riomar KartMini e do Portal KartOnline, o gestor Marcelo Eduardo Afornali ressaltou: "Tudo está sendo feito para termos não somente uma prova de clássicos, mas um show de antigos. Entendam, a COMPETITIVIDADE ACIRRADA destes karts, acabaram a 30, 40 anos. Para nós, o que vale agora, é andar rápido, mas principalmente, chegar no final".

Por Leandro Claro, editor-chefe do Portal KartOnline
 

Museu do Kart - 2013
Administração Webmail Estatística